Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Ficar Passada dos Carretos

Isto está mesmo a ficar uma desgraceira depois de tanta quarentenada... quarente... nada de todo!

Isto está mesmo a ficar uma desgraceira depois de tanta quarentenada... quarente... nada de todo!

A Ficar Passada dos Carretos

31
Mai20

Hortas - A Nova Vaga


Milu

101340881_734563297291846_3534525563668529152_n.jp

 

 

O título do post de hoje foi inspirado numa obra de Alvin Toffler intitulada "A Terceira Vaga".

Alvin Toffler, conhecido pelas suas publicações futuristas, apresentou neste livro um ensaio sobre como poderá vir a ser  a sociedade pós-moderna do século XXI, que ele considera como sendo a terceira grande onda económica mundial.

De acordo com a respectiva Sinopse, o livro "A  Terceira Vaga", consiste numa

obra explosiva que altera dramaticamente a maneira como cada qual se vê a si próprio e analisa o mundo que o rodeia. Antevê a economia do mundo do futuro e o sentido de personalidade individual e familiar numa sociedade pós-nuclear, assim como as atitudes sexuais dos humanos vindouros, as suas preferências no campo da política, do trabalho e dos lazeres. A Terceira Vaga é pois uma antecipação iluminada do amanhã.

Pois bem, nem todas as "profecias" anunciadas se concretizaram até agora, nomeadamente aquela que preconiza um horário de trabalho mais reduzido e o consequente aumento de tempo livre que, por sua vez, poderia ser dedicado ao lazer e ao turismo.

Contudo, parece que podemos estabelecer aqui um paralelismo com as consequências da Pandemia  Covid-19, uma vez que  implicou algumas mudanças na vida das pessoas que se viram confinadas ao seu espaço doméstico. Quer seja por estarem ou terem estado em lay-off, quer em quarentena ou simplesmente no desemprego, de repente  toda a gente deu por si com imenso tempo livre e sentiu uma grande necessidade de o preencher.

E já agora, com mais tempo em casa, cresceu também a preocupação em ter uma alimentação saudável. Facto que impulsionou as pessoas a colocarem a mão na terra, criando as suas hortas. Além de melhorar a alimentação, há que ter em conta que interagir com plantas e vegetais também tem efeito terapêutico, e pode ajudar a lidar com a ansiedade — algo muito conveniente nestes tempos em que esse sentimento se tornou omnipresente.

Quis o acaso, e também o meu espírito, claro, que eu tivesse apanhado essa onda e cá vou desenvolvendo a minha horta. Hoje mesmo vi um programa de televisão no qual um cozinheiro mostrou a sua horta criada há menos de três meses e aquilo parecia  uma floresta tropical, com tudo tão verdinho e vicejante! 

Mas eu também hei-de lá chegar, embora bastante consciente de que tenho muito para aprender. Mas aprender a fazer a manutenção de uma horta é um grande ganho, uma grande vantagem. São competências, pois nunca se sabe as voltas que o mundo dá. 

E, como não poderia deixar de ser, aproveito o ensejo para deixar aqui mais uns testemunhos da minha odisseia na ingricultura 

Devo confessar que aquilo a que chamei de courgette amarela não sei se será outra coisa... É que comprei um pacote de sementes de abóbora, que eu pensava que eram daquelas redondinhas e pequeninas e afinal o que apareceu foram as courgettes. Fruto redondinho ainda nada! Fui ludibriada! 

 

101215140_289418749124281_6233372021930065920_n.jp

Foto 1 - Courgettes. Esta planta tem pelo menos 7!

101217392_539718423369779_2895446374327779328_n.jp

Foto 2 - Tomilho e cenouras                                                                                          

101381245_248404209940240_5203437867916853248_n.jp

 Foto 3 - Couves de Bruxelas

101540612_2314059868899238_6075624049310957568_n.j

Foto 4 - Hortelã  Limão                                                                                                  

101000586_178685803543358_8780521940398899200_n.jp

Foto 5 - Lúcia Lima e Cenouras

101074833_706579340160394_401487856293380096_n.jpg

Foto 6 - Courgettes amarelas                                                             

83416706_805864646488187_1887461801004630016_n.jpg

Foto 7 - Outra foto de Courgette amarela

101906239_883369168845429_2141490141397516288_n.jp

Foto 8 - Rábanos                                                                                                            

101876600_799730823889844_1210857198930886656_n.jp

Foto 9 - Outra foto de Rábanos

84165863_710112363073335_2597366405510725632_n.jpg

Foto 10 - Hortelã                                                                                                                    

101106738_868735210198795_136621707094917120_n.jpg

    Foto 11 -- Salsa

101748919_243424623776333_5988917648971268096_n.jp

Foto 12 - Cebolinho                                                                                                           

 

101813827_923684198069446_5434212752858021888_n.jp

Foto 13 - Acelgas coloridas 

101197082_787264711805858_4882324852779778048_n.jp

Foto 14 - Beterraba                                                                                                               

 

f660084d9575b19fa64a44dd2009450c.gif

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

01
Mai20

Agricultora de mão cheia!


Milu

f5686fe151d4a41ab9469720a3f72905.gif

 

 

Depois de ter estado em layoff durante três semanas, que  foi interrompido por uma retoma da actividade profissional durante estas duas últimas semanas, eis-me de novo com as minhas rotinas diárias quebradas. Cá estou mais uma vez em layoff, que é o mesmo que dizer, com todo o tempo do dia disponível para mim. E, quando a fartura é muita, quase sempre também é muito o desperdício.

Por isso, prometi a mim mesma que, desta segunda avesada, irei aproveitar melhor o tempo, tentar ser mais produtiva, de alguma forma  transformar perdas em ganhos. Se eu até tenho tantos interesses, tanta capacidade para me interessar pelas coisas!  

Assim, a primeira medida a tomar é levantar a peida da cama bem cedinho. Para tal, tenho que me obrigar a deitar-me a horas decentes. Só assim aproveitarei melhor o tempo.

Ora, umas das minhas iniciativas na quarentena/confinamento foi ter a minha horta. Todos os dias, aproveitando o primeiro passeio da Lolita a vou ver, para dar conta dos primeiros rebentos das minhas sementeiras, e do desenvolvimento de outras. Já vi que há espécies vegetais cujas sementes germinam bem mais rápido do que outras. O mesmo se passa com  os seus rebentos. As minhas abóboras ou melancias, não sei distingui-las pela folhagem, e também já não me lembro a ordem pela qual as semeei, estão a crescer de vento em popa. Um dia destes, se vingarem, vão tomar conta de toda horta, vão invadir as hortas vizinhas    A breve trecho tenho de pensar numa solução 

Afora as minhas plantações, consituídas por plantas de cheiro que comprei em vaso, o que eu gosto mais é mesmo de semear. Gosto de apreciar todas as fases de desenvolvimento da planta. Observar como desabrocham, o ritmo do seu crescimento, etc.

Mas ando um bocadinho triste com as minhas couvinhas de bruxelas. Não crescem! Foram as primeiras a ser semeadas mas continuam pequeninas. Já ando a pensar que a diferença de crescimento das minhas plantinhas talvez se deva ao facto do canteiro das couves de bruxelas ser menos ensolarado. 

Por este andar tão depressa não me sustento com couves de bruxelas da minha lavra! Até já nem digo comê-las, queria vê-las crescer 

Também semeei recentemente cenouras. Pelo que tenho lido são de cultivo fácil. Há também um sítio na minha horta, onde estão a aparecer uns rebentos mas não me lembro do que seja. Só sei que comprei diversos pacotes de sementes no Lidl e andei a espalhá-los na horta um bocado a esmo. O que for se verá!  O próximo passo vai ser a monda 

Ora, vamos lá ver os progressos da minha ingricultura 

Rabanetes

Os rabanetes

95131077_166055888098242_420300199596916736_n.jpg

As abóboras ou melancias 

 

95149923_233746194512475_5600745415361167360_n.jpg

Mais uma vez alguns rebentos, folha arredondada, que ou são melancias ou abóboras! 

 

95702843_191952448447122_4058467116574048256_n.jpg

As minhas couvinhas de bruxelas

 

7d5ab12933cc5223a9c7d30807ed1056.gif

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

Sigam-me

Calendário

Eu

Lolita

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D