Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Ficar Passada dos Carretos

Isto está mesmo a ficar uma desgraceira depois de tanta quarentenada... quarente... nada de todo!

Isto está mesmo a ficar uma desgraceira depois de tanta quarentenada... quarente... nada de todo!

A Ficar Passada dos Carretos

01
Mai20

Agricultora de mão cheia!


Milu

f5686fe151d4a41ab9469720a3f72905.gif

 

 

Depois de ter estado em layoff durante três semanas, que  foi interrompido por uma retoma da actividade profissional durante estas duas últimas semanas, eis-me de novo com as minhas rotinas diárias quebradas. Cá estou mais uma vez em layoff, que é o mesmo que dizer, com todo o tempo do dia disponível para mim. E, quando a fartura é muita, quase sempre também é muito o desperdício.

Por isso, prometi a mim mesma que, desta segunda avesada, irei aproveitar melhor o tempo, tentar ser mais produtiva, de alguma forma  transformar perdas em ganhos. Se eu até tenho tantos interesses, tanta capacidade para me interessar pelas coisas!  

Assim, a primeira medida a tomar é levantar a peida da cama bem cedinho. Para tal, tenho que me obrigar a deitar-me a horas decentes. Só assim aproveitarei melhor o tempo.

Ora, umas das minhas iniciativas na quarentena/confinamento foi ter a minha horta. Todos os dias, aproveitando o primeiro passeio da Lolita a vou ver, para dar conta dos primeiros rebentos das minhas sementeiras, e do desenvolvimento de outras. Já vi que há espécies vegetais cujas sementes germinam bem mais rápido do que outras. O mesmo se passa com  os seus rebentos. As minhas abóboras ou melancias, não sei distingui-las pela folhagem, e também já não me lembro a ordem pela qual as semeei, estão a crescer de vento em popa. Um dia destes, se vingarem, vão tomar conta de toda horta, vão invadir as hortas vizinhas    A breve trecho tenho de pensar numa solução 

Afora as minhas plantações, consituídas por plantas de cheiro que comprei em vaso, o que eu gosto mais é mesmo de semear. Gosto de apreciar todas as fases de desenvolvimento da planta. Observar como desabrocham, o ritmo do seu crescimento, etc.

Mas ando um bocadinho triste com as minhas couvinhas de bruxelas. Não crescem! Foram as primeiras a ser semeadas mas continuam pequeninas. Já ando a pensar que a diferença de crescimento das minhas plantinhas talvez se deva ao facto do canteiro das couves de bruxelas ser menos ensolarado. 

Por este andar tão depressa não me sustento com couves de bruxelas da minha lavra! Até já nem digo comê-las, queria vê-las crescer 

Também semeei recentemente cenouras. Pelo que tenho lido são de cultivo fácil. Há também um sítio na minha horta, onde estão a aparecer uns rebentos mas não me lembro do que seja. Só sei que comprei diversos pacotes de sementes no Lidl e andei a espalhá-los na horta um bocado a esmo. O que for se verá!  O próximo passo vai ser a monda 

Ora, vamos lá ver os progressos da minha ingricultura 

Rabanetes

Os rabanetes

95131077_166055888098242_420300199596916736_n.jpg

As abóboras ou melancias 

 

95149923_233746194512475_5600745415361167360_n.jpg

Mais uma vez alguns rebentos, folha arredondada, que ou são melancias ou abóboras! 

 

95702843_191952448447122_4058467116574048256_n.jpg

As minhas couvinhas de bruxelas

 

7d5ab12933cc5223a9c7d30807ed1056.gif

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Sigam-me

Calendário

Eu

Lolita

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D